(17) 3512-6400
Mais Sobre o Consórcio
Mas e aí... Consórcio é tão bom quanto dizem?

Ahammmmmm!!! Com toda certeza. Consórcio NÃO É um bicho de sete cabeças!

Muitos mitos acerca deste produto fazem com que várias pessoas paguem caro por aquilo que almeja, e mais abaixo vamos exemplificar estas palavras.*

Bom... Vamos começar a conversa falando do surgimento desta modalidade que só cresce no Brasil.

O consórcio de bens surgiu em meados 1962 com uma organização entre funcionários do Banco do Brasil, que aconteceu junto com o crescimento do setor automobilístico no Brasil. De lá pra cá muita coisa mudou, e pra melhor! Mais segurança, mais diversidade e tecnologia.

"Consórcio é a modalidade de compra baseada na união de pessoas - físicas ou jurídicas - em grupos, com a finalidade de formar poupança para a aquisição de bens móveis, imóveis ou serviços. A formação desses grupos é feita por uma Administradora de Consórcios, autorizada e fiscalizada pelo Banco Central do Brasil.
Nesse sistema, o valor do bem ou serviço é diluído em um prazo predeterminado, e todos os integrantes do grupo contribuem ao longo desse período. Mensalmente (ou conforme estipulado em contrato), a administradora os contempla, por sorteio ou lance, com o crédito no valor do bem ou do serviço contratado, até que todos sejam atendidos."
Fonte: ABAC (http://abac.org.br/o-consorcio/o-que-e-consorcio)
01/09/2017 16:20


Em miúdos, o consórcio funciona da seguinte maneira:
Uma determinada ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIOS devidamente registrada nos órgãos competentes (Banco Central e ABAC – Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios) envia ao Banco Central um pedido para abertura de um grupo de consórcio. Uma vez aprovado a administradora tem até noventa dias, a contar da adesão pelo consorciado, para formar este grupo. Considera-se constituído o grupo de consórcio com a realização da primeira assembleia, que será designada pela administradora de consórcio quando houver adesões em número e condições suficientes para assegurar a viabilidade econômico-financeira do empreendimento.

Portanto, a administradora de consórcio tem o papel de formar grupos de consórcios, administrar os recursos deste grupo, manter a saúde financeira por meio de retenção de clientes, cobrança de inadimplência e na recolocação de consorciados desistentes, além de realizar as assembleias, realizar análises de crédito, entrega de bens... etc.

Agora que já temos uma ideia de como começou, como funciona e qual é o papel da administradora de consórcios é hora de falar sobre suas vantagem, como foi prometido no começo da nossa conversa.*

Temos alguma maneiras de possuir um bem de forma legítima, sendo por doação, financiamento ou consórcio. Vamos descartar a primeira opção e vamos comparar apenas a que causam maior discussão.

FINANCIAMENTO
Um cliente contrata um financiamento de R$20.000,00 em 60x à uma taxa de juros de 2% a.m.. Considerando o IOF a 0,38 a.m., TAC de R$1.200,00, porém sem seguros, este cliente pagaria por volta de R$636,12 por mês.

CONSÓRCIOS
O mesmo cliente, contratando um consórcio de R$20.000,00 em 60x à uma taxa de administração de 0,25% a.m.. Considerando um seguro que cobre morte e/ou invalidez permanente a parcela seria de apenas R$402,49.

Isso representa um desconto de R$233,63 por prestação. Daria para adquirir dois bens, sendo um carro e uma moto, por exemplo.

É isso... se programando todo mundo sai ganhando.

O que acha de simular um consórcio? Clique aqui.

Dúvidas frequentes você pode ver aqui.